MEUS SEGUIDORES

domingo, 6 de maio de 2012

APRENDENDO COM OS ERROS.



O objetivo dessas postagens é mostrar que  a cada dia de vida temos oportunidade de aprender, mais e mais, com nossos erros e nossos acertos, mas aprendendo.



 O Alpinista ( Autor desc.)




Esta é a história de um alpinista que sempre buscava superar mais e mais desafios. Ele resolveu depois de muitos anos de preparação, escalar o Aconcágua.


Mas ele queria a glória somente para ele, e resolveu escalar sozinho sem nenhum companheiro, o que seria natural no caso de uma escalada dessa dificuldade.


Ele começou a subir e foi ficando cada vez mais tarde, porém ele não havia se preparado para acampar, resolveu seguir a escalada decidido a atingir o topo.


Escureceu, e a noite caiu como um breu nas alturas da montanha, e não era possível mais enxergar um palmo à frente do nariz, não se via absolutamente nada. Tudo era escuridão, zero de visibilidade, não havia lua, e as estrelas estavam cobertas pelas nuvens.


Subindo por uma "parede" a apenas 100m do topo ele escorregou e caiu ...


Caia a uma velocidade vertiginosa, somente conseguia ver as manchas que passavam cada vez mais rápidas na mesma escuridão, e sentia a terrível sensação de ser sugado pela força da gravidade.


Ele continuava caindo ... e nesses angustiantes momentos, passaram por sua mente todos os momentos felizes e tristes que ele já havia vivido em sua vida ... de repente ele sentiu um puxão forte que quase o partiu pela metade...


Shack! Como todo alpinista experimentado, havia cravado estacas de segurança com grampos a uma corda comprida que fixou em sua cintura.


Nesses momentos de silêncio, suspendido pelos ares na completa escuridão, não sobrou para ele nada além do que gritar:


- O meu Deus, me ajude !!!


De repente uma voz grave e profunda vinda do céu respondeu:


- O que você quer de mim ?


- Me salve meu Deus por favor !!!


- Você realmente acredita que possa te ajudar ?


- Eu tenho certeza, meu Deus !!!


- ENTÃO CORTE A CORDA QUE TE MANTÉM PENDURADO ...


Houve um momento de silêncio e reflexão. O homem se agarrou mais ainda à corda e refletiu que se fizesse isso morreria...


Conta a equipe de resgate que no outro dia encontrou a um alpinista congelado... morto... agarrado com força... com as suas duas mãos a uma corda...


A TÃO SOMENTE DOIS METROS DO CHAO...


Reflexão:


* Será que não estamos nos preparando devidamente para enfrentarmos nossos desafios?


* Será que não estamos confundindo ousadia com irresponsabilidade e determinação com egoísmo?


* Será que não estamos cegos demais para enxergar as reais situações por conta do excessivo medo de colhermos o que plantamos?


* Pois é! A solução para os problemas geralmente está tão perto que muitas vezes não a enxergamos.


CORAGEM E ANTENA LIGADA EM DEUS, EM VOCÊ E NO MUNDO!



PROCURE VIVER COMO UM CÃO...


1. Nunca deixe passar a oportunidade de sair para um passeio.
2. Experimente a sensação do ar fresco e do vento na sua face por puro prazer.
3. Quando alguém que você ama se aproxima, corra para saudá-la(o).
4. Quando houver necessidade, pratique a obediência.
5. Deixe os outros saberem quando invadirem o seu território.
6. Sempre que puder, tire uma soneca e se espreguice antes de se levantar.
7. Corra, pule e brinque diariamente.
8. Coma com gosto e entusiasmo, mas pare quando estiver satisfeito.
9. Seja sempre leal.
10. Nunca finja ser algo que você não é.
11. Se o que você deseja está enterrado, cave até encontrar.
12. Quando alguém estiver passando por um mau dia, fique em silêncio, sente-se próximo e gentilmente tente agradá-lo.
13. Quando chamar a atenção deixe alguém tocá-lo.
14. Evite morder quando apenas um rosnado resolver.
15. Nos dias mornos, deite-se de costas sobre a grama.
16. Nos dias quentes, beba muita água e descanse embaixo de uma árvore frondosa.
17. Quando você estiver feliz, dance e balance todo o seu corpo.
18. Não importa quantas vezes for censurado, não assuma a culpa que não tiver e não fique amuado... corra imediatamente de volta para seus amigos.
19. Alegre-se com o simples prazer de uma caminhada.
20. "Se o seu problema tem solução, então não há com o que se preocupar. E se o seu problema não tem solução, toda preocupação será em vão." (Provérbio tibetano)


LENHADOR


Existiu um Lenhador que acordava às 6 da manhã e trabalhava o dia inteiro cortando lenha, e só parava tarde da noite.
Esse lenhador tinha um filho, lindo, de poucos meses e uma raposa, sua amiga, tratada como bicho de estimação e de sua total confiança.
Todos os dias o lenhador ia trabalhar e deixava a raposa cuidando de seu filho.
Todas as noites ao retornar do trabalho, a raposa ficava feliz com sua chegada.
Os vizinhos do Lenhador alertavam que a Raposa era um bicho, um animal selvagem; e portando, não era confiável.
Quando ela sentisse fome comeria a criança.
O Lenhador sempre retrucando com os vizinhos falava que isso era uma grande bobagem.
A raposa era sua amiga e jamais faria isso.
Os vizinhos insistiam:
- "Lenhador abra os olhos! A Raposa vai comer seu filho."
- "Quando sentir fome, comerá seu filho!"
Um dia o Lenhador muito exausto do trabalho e muito cansado desses comentários, ao chegar em casa viu a Raposa sorrindo como sempre e sua boca totalmente ensangüentada...
O Lenhador suou frio e sem pensar duas vezes acertou o machado na cabeça da raposa...
Ao entrar no quarto desesperado, encontrou seu filho no berço dormindo tranqüilamente e ao lado do berço uma cobra morta...
O Lenhador enterrou o Machado e a Raposa juntos.
Se você confia em alguém, não importa o que os outros pensem a respeito, siga sempre o seu caminho e não se deixe influenciar...

Autor desconhecido




LIÇÃO DE VIDA( Autor desc.)



Era uma vez um menino chamado Zeca, que ao chegar da escola, entrou em casa batendo com força os pés no assoalho. Seu pai, que saía para o quintal a fim de  fazer alguns serviços na horta, ao ver aquilo chamou o menino para uma conversa.
Zeca, de oito anos de idade, aproximou-se do pai um tanto desconfiado. Porém, antes que seu pai dissesse alguma coisa, o menino falou irritado:
- Pai estou com muita raiva! O Juca não deveria ter feito aquilo comigo!
- Eu desejo tudo de ruim para ele.
Seu pai, um homem simples mas portador de grande sabedoria, escutou
calmamente o filho, que continuava a reclamar:
- O Juca me humilhou na frente dos meus amigos. Eu não aceito  isso!
Gostaria que ele ficasse doente sem poder ir à escola por muitos dias.
O pai escutava calado o desabafo do filho enquanto caminhava até um abrigo onde  costumava guardar algumas coisa de uso doméstico. Apanhou um saco cheio de carvão e pediu ao menino que o acompanhasse até o fundo do quintal. O menino o seguiu sem entender bem o que estava acontecendo. O pai abriu o saco e, antes mesmo que Zeca pudesse fazer alguma pergunta, propôs algo:
- Filho, você está vendo aquela camisa branquinha estendida ali no varal para secar?"
- Sim, respondeu Zeca rapidamente.
- Pois bem, faz de conta que ela é o seu amiguinho Juca, e cada pedaço de carvão é um mau pensamento seu, endereçado a ele.
- Quero que você jogue todo esse carvão naquela camisa, até o último pedaço,
como se fosse tiro ao alvo. Quando terminar, avise-me que eu volto para ver como ficou.
O menino achou a brincadeira divertida e pôs mãos à obra. Todavia, o varal com a camisa estava longe e, por esse motivo, poucos pedaços acertavam o alvo. Após mais ou menos uma hora, o garoto concluiu a tarefa e gritou por seu pai. O pai, aproximou-se devagar, olhou para a camisa e perguntou:
- E então, filho, como está se sentindo agora?
O filho respondeu prontamente:
- Estou cansado mas feliz porque acertei muitos pedaços de carvão no Juca, quero dizer, na camisa.
O pai olhou para o menino, que ficou sem entender a razão daquela brincadeira, e lhe falou com carinho:
- Venha comigo até meu quarto, quero lhe mostrar uma coisa.
Ambos se dirigiram ao quarto e o menino foi colocado na frente de um grande
espelho onde podia ver seu corpo por inteiro. Que susto! Só se conseguia enxergar seus dentes e seus olhinhos. Então o pai lhe disse com ternura:
- Filho, você viu que a camisa quase não sujou, mas olhe para você... O mal que desejamos aos outros é como o que lhe aconteceu. Por mais que possamos atrapalhar a vida de alguém com nossos maus pensamentos, a borra, os
resíduos, a fuligem, ficam sempre em nós mes    mos.
Zeca sorriu envergonhado e falou:
- Vou tomar um banho e depois... Lavar uma certa camisa.
PENSE...
Quando um pensamento infeliz sai da nossa mente, abre campo para ali se
instalarem as enfermidades. Ao contrário, quando nossos pensamentos são nobres,
é como se suave bálsamo penetrasse nossa alma, inundando-a de tranqüilidade e
paz.



HOJE ACORDEI P/ VENCER!


 
PENSANDO DE MANEIRA POSITIVA, VOCÊ REUNIRÁ FORÇAS PARA VENCER OS OBSTÁCULOS. NÃO DEIXE QUE NADA AFETE O SEU ESTADO. COMECE A SORRIR MAIS CEDO, EM VEZ DE RECLAMAR QUANDO O RELÓGIO DESPERTA.
AGRADEÇA A DEUS PELA OPORTUNIDADE DE ACORDAR MAIS UM DIA. O BOM HUMOR É CONTAGIANTE: ESPALHE-O.
FALE DE COISAS BOAS, DE SAÚDE, DE SONHO, COM QUEM VOCÊ ENCONTRAR. NÃO SE LAMENTE. AJUDE OUTRAS PESSOAS A PERCEBEREM O QUE HÁ DE BOM DENTRO DE SI.
CULTIVE O SEU INTERIOR, EXTRAIA O MÁXIMO DAS PEQUENAS COISAS, SEJA TRANPARENTE E DEIXE QUE AS PESSOAS  SAIBAM QUE VOCÊ PRECISA DELAS.
REPENSE SEUS VALORES E  DÊ UMA CHANCE A SI MESMO DE CRESCER E SER FELIZ.  LEMBRE-SE TAMBÉM QUE TUDO QUE MERECE SER FEITO MERECE SER BEM FEITO.
TOME SUAS OBRIGAÇÕES DE MANEIRA ATRAENTE, TENHA GARRA E DETERMINAÇÃO. MUDE, OPINE, AME O QUE FAZ BEM. NÃO TRABALHE SÓ POR DINHEIRO, MAS TAMBÉM PELA SATISFAÇÃO DA MISSÃO CUMPRIDA. PENSE NO MELHOR, TRABALHE PELO MELHOR E ESPERE PELO MELHOR.
TRANSFORME SEUS MOMENTOS DIFÍCEIS EM OPORTUNIDADES. SEJA CRIATIVO, BUSCANDO ALTERNATIVAS E SOLUÇÕES AO INVÉS DE PROBLEMAS. VEJA O LADO POSITIVO DAS COISAS E ASSIM VOCÊ TORNARÁ O SEU OTIMISMO UMA REALIDADE.
IDEALIZE UM MODELO DE COMPETÊNCIA E REALIZE-O. PARA SABER O QUE LHE ESTÁ FALTANDO E PARA ALCANÇAR SEUS OBJETIVOS, OCUPE O SEU TEMPO CRESCENDO, DESENVOLVENDO A SUA HABILIDADE E O SEU TALENTO. SÓ ASSIM NÃO TERÁ TEMPO PARA CRITICAR OS OUTROS.
NÃO ACUMELE FRACASSOS, MAS EXPERIÊNCIAS. TIRE PROVEITO DE SEUS ERROS E AMPLIE OS SEUS CONHECIMENTOS. DIMENCIONE SEUS PROBLEMAS E NÃO SE DEIXE ABATER POR ELES. TENHA FÉ E ENERGIA: ACREDITE.
PERDOE, SEJA GRANDE PARA OS ABORRECIMENTOS, NOBRE PARA A RAIVA, FORTE PARA VENCER O MEDO E FELIZ PARA PERMITIR A PRESENÇA DE MOMENTOS INFELIZES.
NÃO VIVA SÓ PARA O TRABALHO: PRATIQUE ESPORTES, LEIA, CULTIVE AMIGOS E RIA DAS COISAS A SUA VOLTA. RIA DOS SEUS PROBLEMAS, RIA DOS SEUS ERROS, RIA DA VIDA.

"SÓ COMEÇAMOS A SER FELIZES, QUANDO SOMOS CAPAZES DE
RIR DE NÓS MESMOS!" ( Autor desc.)
 



A INOCÊNCIA( Autor desc.)




Uma menininha, diariamente, vai e volta andando para a sua escola.
Apesar do mau tempo daquela manhã e de nuvens estarem se formando, ela fez seu caminho diário para a escola.
Com o passar do tempo, os ventos aumentaram e junto os raios e trovões.
A mãe pensou que sua filhinha poderia ter muito medo no caminho de volta pois ela mesma estava assustada com os raios e trovões.
Preocupada, a mãe rapidamente entrou em seu carro e dirigiu pelo caminho em direção à escola.
Logo ela avistou sua filhinha andando, mas, a cada relâmpago, a criança parava, olhava para cima e Sorria.
Outro e outro trovão e, após cada um, ela parava, olhava para cima e Sorria!
Finalmente, a menininha entrou no carro e a mãe curiosa foi logo perguntando:
-"O que você estava fazendo?"
A garotinha respondeu:
-"Sorrindo! Deus não pára de tirar fotos minhas!!"

Autor desconhecido

Deixemos que toda inocência floresça em nossos corações para podermos ver a bela e real felicidade que está nos momentos de simplicidade...




NÃO TIVE TEMPO... ( Autor desc.)



Hoje, ao atender ao telefone que insistentemente tocava, o meu mundo desabou. Entre soluços e lamentos, a voz do outro lado da linha me informava que o meu melhor amigo, meu companheiro de jornada, meu ombro camarada, havia sofrido um grave acidente, vindo a falecer quase que instantaneamente.
Lembro de ter desligado o telefone e caminhado a passos lentos para meu quarto, meu refúgio particular. As imagens de minha juventude vieram quase que instantaneamente à mente.
A faculdade, as bebedeiras, as conversas em bares até altas horas da noite, os amores não correspondidos, as confidências ao pé do ouvido, as colas, a cumplicidade, os sorrisos. AH!... Os sorrisos. Como eram fáceis de surgir naquela época.
Lembrei da formatura, de um novo horizonte surgindo... das lágrimas e despedidas, e principalmente das promessas de novos encontros. Lembro perfeitamente de cada feição do melhor amigo que já tive em toda a vida: Em seus olhos a promessa de que eu nunca seria esquecido. E realmente, nunca fui. Perdi a conta das vezes em que ele carinhosamente me ligava quando eu estava no fundo do poço, e eu nunca respondi os e-mails que ele constantemente me enviava, enchendo minha caixa postal eletrônica de esperanças e promessas de um futuro melhor.
Lembro que foi o seu rosto preocupado que vi quando acordei de minha cirurgia para retirada do apêndice. Lembro que foi em seu ombro que chorei a perda de meu amado pai. Foi em seu ouvido que derramei as lamentações do noivado desfeito.
Apesar do esforço para vasculhar minha mente, não consegui me lembrar de uma só vez em que tenha pegado o telefone para ligar e dizer a ele o quanto era importante para eu contar com a sua amizade. Afinal, eu era um homem muito ocupado. Eu não tinha tempo. Não lembro de uma só vez em que me preocupei de procurar um texto edificante e enviar para ele, ou qualquer outro amigo, com o intuito de tornar o seu dia melhor. Eu não tinha tempo. Não lembro de ter tido um único dia em que eu estivesse disposto a ouvir os seus problemas. Eu não tinha tempo. Acho que eu nunca sequer imaginei que ele tinha problemas. Não me dignei a reparar que constantemente meu amigo passava da conta na bebida. Achava divertido o seu jeito bêbado de ser. Afinal, bêbado ou não ele era uma ótima companhia para mim.
Só agora vejo com clareza o meu egoísmo. Se eu tivesse saído de meu pedestal egocêntrico e prestado um pouco de atenção e despendido de um pouquinho do meu sagrado tempo, meu grande amigo não teria bebido até não aguentar mais e não teria jogado sua vida fora ao perder o controle de um carro que com certeza, não tinha a mínima condição de dirigir.
Talvez ele, que sempre inundou o meu mundo com sua iluminada presença, estivesse se sentindo sozinho. Até mesmo as mensagens engraçadas que ele constantemente deixava em minha secretária eletrônica, poderiam ser seu jeito de pedir ajuda. Aquelas mesmas mensagens que simplesmente apaguei da secretária eletrônica, jamais se apagarão da minha consciência.
Estas indagações que inundam agora o meu ser nunca mais terão resposta. A minha falta de tempo me impediu de respondê-las. Agora lentamente escolho uma roupa preta, digna do meu estado de espírito e pego o telefone. Aviso o meu chefe de que não irei trabalhar hoje e quem sabe nem amanhã, nem depois, pois irei tirar o dia para homenagear com meu pranto a uma das pessoas que mais amei nesta vida.
Ao desligar o telefone, com surpresa eu vejo, entre lágrimas e remorsos, de que para isto, para acompanhar durante um dia inteiro o seu corpo sem vida... EU TIVE TEMPO! Descobri que se você não toma as rédeas da tua vida, o tempo te engole e te escraviza. Trabalho com o mesmo afinco de sempre, mas somente sou "o profissional" durante o expediente normal. Fora dele, sou um ser humano. Nunca mais uma mensagem da minha secretária eletrônica ficou sem pelo menos um "oi" de retorno.
Procuro constantemente encher a caixa eletrônica dos meus amigos com mensagens de amizade e de dias melhores, e dizer às pessoas como elas são importantes para mim.
Abraço constantemente meus irmãos e minha família, pois os laços que nos unem são eternos. Esses momentos costumam desaparecer com o tempo, e todo o cuidado é pouco. Distribuo sorrisos e abraços a todos que me rodeiam, afinal, para que guardá-los?
Enfim, você achou um tempinho para ler este e-mail. Agora, disponha de outro minuto para mostrar para os seus amigos e familiares que você está pensando neles e que eles significam algo. E são importantes na sua vida!
Deixe alguém feliz... hoje e sempre!!!!!!!!!!!!!




POUCO TEMPO


Tantas coisas pra falar, e tão pouco tempo...

Se algum dia eu soubesse que nunca mais veria você... eu lhe daria um abraço mais forte.
Se eu soubesse que seria a última vez a ver você... eu lhe daria um beijo e o chamaria para dar mais um.
Se eu soubesse que seria a última vez a ouvir a sua voz... eu gravaria cada movimento e cada palavra, para revê-los depois todos os dias.
Se eu soubesse que seria a última vez que eu poderia parar mais um ou dois minutos para dizer-lhe: "gosto de você"... eu diria, ao invés de deixar que você presumisse.
Se eu soubesse que hoje seria o último dia a compartilhar com você... o sentiria muito mais intensamente em vez de deixá-lo simplesmente passar.
Sempre acreditamos que haverá o amanhã para corrigir um descuido... para ter uma segunda chance de acertar.
Será que haverá uma chance para dizer: "posso fazer alguma coisa por você"?
O amanhã não é garantido para ninguém, seja para jovens, ou mais velhos, e hoje pode ser a última chance de abraçarmos aqueles que amamos.
Então, se estamos esperando pelo amanhã, por que não agirmos hoje?
Assim, se o amanhã nunca chegar, não teremos arrependimentos de não termos aproveitado um momento para um sorriso, para um abraço, para um beijo, uma gentileza, porque estávamos muito ocupados para dar a alguém o que poderia ser o seu último desejo.
Abracemos hoje aqueles que amamos, sussurremos em seus ouvidos, dizendo-lhes o quanto nos são caros e que sempre os amamos.
Encontremos tempo para dizer: "Desculpe-me", "Perdoe- me", "Obrigado", "Eu perdôo você".
Sempre há tempo para amarmos e se não houver amanhã, também não haverá remorsos de hoje para carregarmos.
Pense nisso AGORA... ( Autor desc.)



O Pedreiro( Autor desc.)



Um velho pedreiro estava para se aposentar. Ele contou ao seu patrão seus planos de largar o serviço de carpintaria e de construção de casas e viver uma vida mais calma com sua família. Claro que ele sentiria falta do pagamento mensal, mas ele necessitava da aposentadoria. O dono da empresa sentiu em saber que perderia um de seus melhores empregados e pediu a ele que construísse uma última casa como um favor especial. O pedreiro consentiu, mas com o tempo era fácil ver que seus pensamentos e seu coração não estavam no trabalho. Ele não se empenhou no serviço e se utilizou de mão-de-obra e matérias-primas de qualidade inferior. Foi uma maneira lamentável de encerrar sua carreira. Quando o pedreiro terminou seu trabalho, o construtor veio inspecionar a casa e entregou a chave da porta ao pedreiro. "Esta é a sua casa", ele disse, "meu presente para você". Que choque! Que vergonha! Se ele soubesse que estava construindo sua própria casa, teria feito completamente diferente, não teria sido tão relaxado. Agora ele teria de morar em uma casa feita de qualquer maneira.
Assim acontece conosco. Nós construímos nossas vidas de maneira distraída, reagindo mais que agindo, desejando colocar menos do que o melhor. Nos assuntos importantes nós não empenhamos nosso melhor esforço. Então, em choque, nós olhamos para a situação que criamos e vemos que estamos morando na casa que construímos. Se soubéssemos disso, teríamos feito diferente.
Pense em você como o pedreiro. Pense sobre sua casa. Cada dia você martela um prego novo, coloca uma armação ou levanta uma parede. Construa sabiamente. É a única vida que você construíra. Mesmo que você tenha somente mais um dia de vida, este dia merece ser vivido graciosamente e com dignidade.
A placa na parede está escrito: "A vida é um projeto, faça você mesmo." Quem poderia dizer isso mais claramente?
Sua vida de hoje é o resultado de suas atitudes e escolhas feitas no passado.

Sua vida de amanhã será o resultado de suas atitudes e escolhas que fizer HOJE!!!


O CAVALO E O PORCO( Autpr desc.)


Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça.

Um dia ele descobriu que o seu vizinho tinha este determinado cavalo.

Assim, ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo.

Um mês depois o cavalo adoeceu, e ele chamou o veterinário:

- Bem, seu cavalo está com uma virose, é preciso tomar este
medicamento durante 3 dias, no terceiro dia eu retornarei e caso ele
>não esteja melhor, será necessário sacrificá-lo.

este momento, o porco escutava toda a conversa.

No dia seguinte deram o medicamento e foram embora.

O porco se aproximou do cavalo e disse :

- Força amigo ! Levanta daí, senão você será sacrificado!

No segundo dia, deram o medicamento e foram embora.

O porco se aproximou do cavalo e disse :

- Vamos lá amigão, levanta senão você vai morrer !

Vamos lá, eu te ajudo a levantar... Upa!

No terceiro dia deram o medicamento e o veterinário disse :

- Infelizmente, vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode
contaminar os outros cavalos.

Quando foram embora, o porco se aproximou do cavalo e disse :

- Cara, é agora ou nunca, levanta logo ! Coragem! Upa! Upa! Isso,
devagar ! Ótimo, vamos um, dois, três, legal, legal, agora mais
depressa vai... Fantástico!

Corre, corre mais! Upa! Upa! Upa!!! Você venceu Campeão!

Então, de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e
gritou:

- Milagre ! O cavalo melhorou. Isso merece uma festa...

"Vamos matar o porco!"

Isso acontece com freqüência no ambiente de trabalho.

Nem sempre alguém percebe, quem é o funcionário que tem o mérito pelo
sucesso.

Saber viver sem ser reconhecido é uma arte, afinal quantas vezes
fazemos o papel do porco amigo ou quantos já nos levantaram e nem o sabor da
gratidão puderam dispor ???

Se algum dia alguém lhe disser que seu trabalho não é o de um
profissional, lembre-se :

AMADORES CONSTRUÍRAM A ARCA DE NOÉ E PROFISSIONAIS, O TITANIC.

Procure ser uma pessoa de valor, em vez de ser uma pessoa de sucesso!


ESCOLHAS DE UMA VIDA


(Martha Medeiros)
"A certa altura do filme Crimes e Pecados,
o personagem interpretado por
Woody Allen diz:
"Nós somos a soma das nossas decisões".
Essa frase acomodou-se na minha
massa cinzenta e de lá nunca mais saiu.
Compartilho do ceticismo de Allen:
a gente é o que agente escolhe ser,
o destino pouco tem a ver com isso.
Desde pequenos aprendemos que,
ao fazer uma opção,
estamos descartando outra,
e de opção em opção vamos
tecendo essa teia que se convencionou chamar "minha vida".
Não é tarefa fácil.
No momento em que se escolhe ser médico,
se está abrindo mão de ser piloto de avião.
Ao optar pela vida de atriz,
será quase impossível conciliar com a arquitetura.
Se é a psicologia que se almeja,
pouco tempo sobrará para fazer o curso de odontologia.
Não se pode ter tudo.
No amor, a mesma coisa:
namora-se um, outro, e mais outro,
num excitante vaivém de romances.
Até que chega um momento em que é preciso decidir
entre passar o resto da vida
sem compromisso formal com alguém,
apenas vivenciando amores
e deixando-os ir embora quando se findam,
ou casar e através do casamento
fundar uma microempresa, com direito a casa própria,
orçamento doméstico e responsabilidades.
As duas opções têm seus prós e contras:
viver sem laços e viver com laços.
Escolha.
Morar em Londres ou numa chácara?
Ter filhos ou não?
Posar nua ou ralar atrás de um balcão?
Correr de kart ou entrar para um convento?
Fumar e beber até cair?
Todas as alternativas são válidas,
mas há um preço a pagar por elas.
Quem dera pudéssemos
ser uma pessoa diferente cada 6 meses.
Ser casados de segunda a sexta
e solteiros nos finais de semana,
ter filhos quando se está bem disposto
e não tê-los quando se está cansado.
Viver de poesia!
No way.
Por isso é tão importante o autoconhecimento.
Por isso é necessário ler muito, ouvir os outros,
estagiar em várias tribos,
prestar atenção ao que acontece em volta
e não cultivar preconceitos.
Nossas escolhas não podem ser apenas intuitivas,
elas têm que refletir o que a gente é.
Lógico que se deve reavaliar decisões e trocar de caminho:
ninguém é o mesmo para sempre.
Mas que essas mudanças de rota
venham sempre para acrescentar
ao caminho anteriormente percorrido.
A estrada é longa e o tempo é curto.
Quanto menos a gente errar, melhor.
Que você seja feliz com suas escolhas."


Levanta-te e Anda


"Estás em busca do Mestre? Alguém que te oriente no caminho que segues? Alguém que te apoie em tuas decisões? Alguém que te diga o que fazer? Como fazer? Aonde ir? Como ir? Oh! querido amigo Já não te cansastes de buscar? Que tal arriscar? E de repente Talvez te faça bem Ser responsável Pelos teus próprios atos. Toma o destino em tuas mãos E só para variar tenta! Vamos! Tenho certeza de que és capaz! E a tua força, a escondestes onde? E tua auto confiança? E aquela coragem, Que tenho certeza trazes presa Dentro do invólucro da covardia? Solte-as! Sabes amigo, é hora De caminhares sozinho. Já discernes o mal do bem E tens consciência das forças universais Que nos regem, portanto Sabes que a razão e o bom senso Te são dadas para que as use. Então... Levanta-te e anda!"
Autor: ( Desconhecido )

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muitas vezes, a correria de nossas vidas nos impede de dar atenção ao que realmente vale a pena. E agradecer é uma das coisas que acabam ficando esquecidas na correria do dia-a-dia.
Pode ser por um simples favor ou por uma grande atitude, mas o agradecimento nunca deve ser esquecido. Obrigado Por Sua Atenção e Pelo Carinho e por ter vindo até aqui e deixando seu comentário importantíssimo para o engrandecimento das postagens. SEJA SEMPRE BEM VINDO(A) Profª Lourdes Duarte