MEUS SEGUIDORES

sábado, 1 de dezembro de 2012

CICLO NATALINO E SIMBOLOGIAS PAGÃ.



O Ciclo Natalino e Simbologias Pagã.

 

O ciclo natalino inicia-se na véspera do Natal, 24 de dezembro, e vai até o dia de Reis, 6 de janeiro. Para acompanhar esse período, é preciso manter a ingenuidade de uma criancinha, a esperança de um amanhecer ensolarado, a ternura de um botão de rosas e a leveza de uma linda borboleta no ar.
Para os católicos, tão tradicional quando o presépio e a árvore de Natal é a Missa de Galo, celebrada à meia noite. Há, porém, um sentido para que esta celebração seja realizada tão tarde. Deve-se frisar que muitos acontecimentos importantes na vida de Jesus e que deram embasamento à fé cristã aconteceram na calada da noite. O próprio nascimento e a sua ressurreição se deram em plena madrugada, antes que o sol nascesse, e é justamente nesse período que o galo anuncia o fim das trevas e surgimento de um novo dia.
É dentro desta simbologia que foi instituída a Missa do Galo. É um preceito antigo do catolicismo dividir a noite em quatro vigílias.

ÁRVORE DE NATAL


A Árvore de Natal é outro símbolo de enorme força que foi extraído de rituais pagãos. Durante o inverno os povos europeus tinham o costume de enfeitar suas casas com folhagens e árvores ainda verdes para alimentar a esperança de que a primavera se aproximava. Sob o ponto de vista religioso, a árvore de natal, toda verde, é sinal de vida, enquanto as bolas nela penduradas significam os bons frutos oferecidos por Jesus à Humanidade. Já as vela representam a presença de Cristo como Luz que ilumina o caminho dos homens e aquece os nossos corações. O hábito de armar árvore de Natal sempre foi popular entre os germânicos, mas só ganhou o mundo a partir de 1841 quando o príncipe Albert montou uma árvore no palácio real britânico

As velas 

 

As velas simbolizam Cristo, Luz do mundo; cada pessoa deverá ser com uma vela que espalha seu brilho e causa bem estar a todos os que a rodeiam.
Vela Vermelha: Lembra Isaias, profeta que anunciou 1000 anos antes a vinda do Salvador.
Vela Azul: Lembra João Batista, que anuncia que está próximo o Salvador, orai e preparai os caminhos.
Vela Cor de Rosa: Lembra Maria, filha de Israel, que deu o seu Sim e dele nasceu o Salvador.
Vela Amarela: O símbolo de ouro e da realeza, que vem em sua plenitude para seu povo e quer morar entre o povo que O ama.

Cartões Natalinos

 

Foi o artista inglês John Horley quem, em 1843, resolveu enviar ao amigo distante sir Henry Cole um cartão onde esta ilustrada uma reunião familiar com a expressão A merry Chrismas and a Happy New Year to you (Um alegre Natal e um feliz Ano-Novo para você). Este é o primeiro registro que se tem do envio de um cartão de Natal.

Papai Noel
 

Personagem destacado no Natal é o Papai Noel. São Nicolau, chamado Santa Klaus, bispo de Myra, na Lícia antiga (atual Turquia). Durante o século IV, este homem de fé marcante foi transformado legendariamente neste Papai universal que oferece às crianças presentes, brinquedos e carinhos.

Ceia de Natal


 A ceia de Natal deve ter sentido comunitário da Família de Deus, em alegre convívio ao redor da mesa. Cristo reuniu seus Apóstolos em uma ceia, foi na última ceia que Ele institui o Santíssimo Sacramento. 



BOLOS E PANETONES


 Uma série de bolos e massas são preparados somente para o Natal e são conhecidos por todo mundo.O bolo recheado de frutas secas e uvas secas é uma tradição do Natal italiano. Ele foi criado na cidade de Milão, não se sabe ao certo por quem. Existem três versões. A primeira diz que o produto foi inventado, no ano 900, por um padeiro chamado Tone. Por isso, o bolo teria ficado conhecido como pane-di-Tone. A segunda versão da história conta que o mestre-cuca Gian Galeazzo Visconti, primeiro duque de Milão, preparou, em 1395, o produto para uma festa. E a última versão é mais romântica e conta que Ughetto resolveu se empregar numa padaria, para poder ficar pertinho da sua amada Adalgisa, filha do dono. Ali ele teria inventado o panetone, entre 1300 e 1400. Feliz com a novidade, o padeiro permitiu que Ughetto se casasse com Adalgisa. No Brasil, a tradição surgiu depois da Segunda Guerra Mundial quando imigrantes italianos resolveram fazer o mesmo panetone consumido por eles na Itália na época de Natal

Bolas Colorida

 

As bolas coloridas, por seu número e variedade de cores, simbolizam as nossas boas obras, e que permanecem escritas no livro da vida.

Estrla de Belém



A ESTRELA


No ano 5 a.C. documentos astronômicos indicam que teria ocorrido uma grande explosão estrelar, resultando numa grande luminosidade que permaneceu no céu por inúmeros dias. Um fato que pode ter originado a imagem da estrela de Belém. Já que Jesus nasceu entre os anos 8 e 4 antes da chamada era cristã.
A estrela serviu de guia para os três reis magos até Belém. A estrela também é símbolo de Cristo - Luz do Mundo. "Eu sou a luz do mundo; quem me segue, não andará nas trevas". (Jô 8,12).

Na ponta da árvore de Natal e, muitas vezes, sobre o presépio se coloca a Estrela de Belém. Simboliza a estrela-guia dos magos e sábios do Oriente. A Estrela possui quatro pontas e uma cauda luminosa, como um cometa.



ARRANJOS SECOS

Os arranjos secos simbolizam a humanidade árida que precisa do Cristo para nos restituir a vida nova.

SINOS


As renas carregam sinos de anúncio e de convocação. O sino simboliza o respeito ao chamado divino e representa o ponto de comunicação entre o céu e a terra. Remete ao ambiente rural, o tempo da igreja matriz e seus sinos e toques de aviso e de convocação para a vida e para a morte.


 Guirlanda


 Em muitos países, durante o advento, se faz com ramos de pinheiro uma coroa ou guirlanda com quatro velas para esperar a chegada do menino Jesus., Estas velas simbolizam as grandes etapas da salvação em Cristo. No primeiro domingo deste tempo litúrgico, acende-se a primeira vela que simboliza o perdão a Adão e Eva. No segundo domingo, a segunda vela acesa representa a fé. A terceira vela simboliza a alegria do rei David, que celebrou a aliança e sua continuidade. A última vela simboliza o ensinamento dos profetas.

 BONECOS DE NEVE


O toque mágico do Natal vêm com a brancura e o frio da neve no hemisfério norte que exigem que as pessoas convivam mais dentro das casas. Nos países frios, as crianças se acostumaram a sair nos dias de neve de Natal para criar seu próprio homem de neve. Só é preciso armar duas grandes bolas de neve e colocá-las uma sobre a outra. Uma cenoura serve de nariz, um cachecol velho, um chapéu, algumas laranjas para os olhos e quatro galhos para servir de pés e mãos e o boneco de neve está pronto.
A tradição popular se transformou em peça de decoração de árvores de Natal, mesmo em países tropicais como o Brasil.



Fontes de pesquisa:
http//// www.papainoelvasques.com.br
http////www.virtual.epm.br
 http://ilove.terra.com.br/lili/
Imagens: Retiradas do Google

5 comentários:

  1. Oi Lourdes, saudades de vc, adoro essa época de natal. Amiga eu estou de casa nova e projeto novo, te seguindo por um novo blog, vem me dar o prazer da sua visita no meu cantinho!

    www.vidatododia.com

    Bjs

    Larissa do larissatododia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa! Obrigada pela visita, também estava com audade de você. Seja bem vinda!! Com certeza irei conhecer e seguir seu novo blog. Bjuss, volte sempre.

      Excluir
  2. Oi minha amiga, linda!
    Muitíssimo útil esse post no momento em que vivemos! Parabéns!
    Vc é show!

    Abreijos

    www.panoseart.com
    BU 1988

    ResponderExcluir
  3. Lindo e bem elucidativo teu post. Gosto desses símbolos e tradições e dessa época! beijos,lindo dezembro!chica

    ResponderExcluir
  4. lindas mensagens de natal, me emociono ao ver seus posts. continue assim.
    Tiago 3° ANO EG RAIMUNDO HONÓRIO

    ResponderExcluir

Muitas vezes, a correria de nossas vidas nos impede de dar atenção ao que realmente vale a pena. E agradecer é uma das coisas que acabam ficando esquecidas na correria do dia-a-dia.
Pode ser por um simples favor ou por uma grande atitude, mas o agradecimento nunca deve ser esquecido. Obrigado Por Sua Atenção e Pelo Carinho e por ter vindo até aqui e deixando seu comentário importantíssimo para o engrandecimento das postagens. SEJA SEMPRE BEM VINDO(A) Profª Lourdes Duarte