MEUS SEGUIDORES

sábado, 7 de abril de 2012

MENSAGENS QUE EMOCIONAM


A GRANDEZA DO MAR


   
Você sabe por que o mar é tão grande?
Tão imenso?  Tão poderoso?
É por que teve a humildade de colocar-se alguns centímetros abaixo de todos os rios.
Sabendo receber, tornou-se grande.
Se quisesse ser o primeiro, centímetros
acima de todos os rios, não seria mar,
mas uma ilha. Toda a sua água iria para os outros  e estaria isolado.
A perda faz parte,
a queda faz parte,
a morte faz parte.
É impossível vivermos satisfatoriamente sem aceitar a perda, a queda,o erro e a morte.
Precisamos aprender a perder, a cair,
a errar e a morrer.
Impossível ganhar sem saber perder.
Impossível andar sem saber cair.
Impossível acertar sem saber errar.
Impossível viver sem saber morrer.
Se aprenderes a perder, a cair, a errar, ninguém mais o controlará.
Porque o máximo que poderá acontecer a você é cair, é errar, é perder, e isto você já sabe.
Bem aventurado aquele que já consegue receber com a mesma naturalidade o ganho e a perda, o acerto e o erro, o triunfo e a queda, a vida e a morte.
A dualidade está sempre presente:
Como na dor e no prazer, ou no amor e no ódio, ambas faces das mesmas vibrações energéticas.

(Autor: Paulo Roberto Gaefke)







FLORES  –  MENSAGENS  DE  DEUS


Há muito tempo, Napoleão Bonaparte lançou na prisão um jovem da nobreza, acusado de conspirar contra o governo. Esse pobre homem acostumara-se à vida em liberdade, criado que fora na abastança. Sua vida de estreito confinamento numa cela exígua, sem amigos, sem livros para ler, era por demais solitária. Apenas duas horas por dia lhe era permitido ficar fora, num pequeno pátio ladrilhado, onde gozava do ar puro e da luz do Sol.
Como os dias lhe decorressem lentos, distraía-se ele fazendo, de pedacinhos de madeira, pequenos navios, e rabiscando frases na parede. Entre estas liam-se coisas muito tristes. Num lado da parede escreveu em letras garrafais: "Todas as coisas vêm por acaso."
Um dia, quando andava para cá e para lá, no pequeno pátio, notou uma plantinha a brotar no interstício das pedras. Na falta de outra coisa para lhe afugentar o tédio, abaixou-se e pôs-se a examinar a plantinha. No dia seguinte fez a mesma coisa, e pareceu-lhe que a planta crescera um pouco. Dia após dia renovava a visita à planta, que se lhe tornou como um amigo. E ficou a cismar: Teria essa planta também vindo por acaso?
Abaixo das palavras "todas as coisas vêm por acaso", escreveu a palavra: "Talvez." Apôs alguns dias, desabrochou uma flor, de linda cor branca e púrpura, com um friso prateado. Como o prisioneiro se alegrou! A bela florzinha parecia trazer-lhe uma mensagem. Como que lhe dizia que coisa alguma acontece por acaso, que o grande Deus tem um propósito em tudo que acontece. Isto o reanimou, e revivescer-lhe a fé em Deus. A influência da florzinha continuou. Chegou aos ouvidos da imperatriz a história do interesse do prisioneiro na flor, e ela se comoveu e persuadiu a Napoleão a dar liberdade ao preso.
Ao deixar a prisão, levou consigo a plantinha e a plantou em seu jardim, a fim de que lhe fosse um perpétuo lembrete da solicitude de Deus.
Essa bela história lembra outra: O grande explorador Mango Park foi um dia assaltado e roubado por selvagens, no coração da África, a 800 quilômetros da mais próxima colônia européia. Sem roupa nem alimento, pensava em deitar-se ali no deserto e deixar-se morrer, quando notou uma pequena flor junto do lugar em que estava sentado.
Ao baixar-se para examiná-la, veio-lhe o pensamento de que, por certo, Aquele que criara aquela flor no deserto não ficaria indiferente a uma criatura feita à Sua própria imagem. A idéia inspirou-lhe novo ânimo, e resolveu prosseguir até que achou socorro. Assim, a pequenina flor foi instrumento em incutir-lhe ânimo e salvar-lhe a vida.


O  AMOR  É  PACIENTE


Uma das provas mais dolorosas por que se pode fazer passar o caráter e a paciência de um homem foi a que sucedeu ao célebre filósofo Abauzi, quando residia em Genebra. Parece-se em diversos pontos com a desgraça que aconteceu a Newton e que ele suportou com igual resignação.  Entre outras coisas, Abauzi dedicava-se ao estudo do barômetro e de suas variações, com o fim de deduzir as leis gerais que governam a pressão atmosférica.
Durante vinte e sete anos fez, todos os dias, numerosas observações que escrevia em folhas de papel preparadas para esse fim. Um dia, a criada, que recentemente entrara ao seu serviço, quis mostrar o seu zelo, pondo tudo em ordem. O gabinete de Abauzi, assim como todos os outros aposentos, foi limpo e arranjado. Quando ele entrou, perguntou à empregada: – Que fez do papel que estava à roda do barômetro?
       Oh, senhor!, estava tão sujo que o queimei e coloquei no seu lugar este papel que está completamente novo, como o senhor pode ver.
Abauzi cruzou os braços e, depois de alguns instantes de luta interior, disse com toda a paciência, resignado:
     – Destruiu o resultado de vinte anos de trabalho; para o futuro não mexa em nada do que estiver neste quarto! Respingando.
 


 
A  ESTRELA  NA  JANELA  DIVINA
Rom. 5:8


Pouco depois de haver perdido o único filho numa batalha, Sir Harry Launder, renomado comediante e escritor, foi visitado por um homem no vestiário de seu teatro. "Algumas noites antes que ele me fosse procurar", – conta Sir Launder – "esse homem ia descendo uma rua em Nova York acompanhado por seu filhinho. O menino interessou-se muito nas janelas iluminadas das casas, e batia palmas ao ver numa delas uma estrela (que indicava que um membro da família estava servindo nas forças armadas).
À medida que iam andando, ele dizia: "Olhe, papai, outra casa que deu um filho. E ali está outra! E ali uma caso que tem duas estrelas! E olhe! Aquela casa não tem nenhuma estrela!"
Por fim chegaram a um terreno vago. Pela abertura podia-se ver a estrela vespertina brilhando vivamente no firmamento. O menino, respirou fundo. "Oh, papai, veja ali", exclamou ele, "Deus deve ter dado Seu Filho, pois Ele ganhou uma estrela na janela!"


  O
ESQUECIMENTO! ( Autor desconhecido)



Uma senhora comentava: Chovia e não paravam as chuvas. As
plantas morrendo em baixo das águas e as casas inundando. Dizia a senhora:
fazia alguns anos que eu não dobrava meus joelhos para agradecer, implorar e
louvar o Senhor, então saí no meio daquela chuva, dobrei meus joelhos e
implorei ao Senhor:


Pai faz cessar as chuvas. Deus ouviu-me e parou de chover.


Não voltei a dobrar meus joelhos para agradecer e pedir ao Senhor, então não
choveu mais e tudo estava morrendo por falta de água. Me obrigava a tomar água
imprópria, não tinha outra água para beber e em determinado dia até aquela água
acabou. Eu recordei do tempo em que chovia sem cessar e eu dobrei meus joelhos
e Deus fez parar a chuva.


Então eu voltei a dobrar meus joelhos e falei com Deus.


Senhor eu somente o procuro quando não tem mais jeito, não vou pedir-lhe para
que mandes água, seria injusto. Hoje só lhe peço perdão, pois eu lhe esqueci. Neste
momento o céu derramou água em toda região.


Deus quer ouvir nossa voz sempre, não só no desespero...


Foi com o sofrimento que aprendi a buscar e agradecer ao Senhor, agora não
esqueço mais.Comentário: Quantas pessoas que na saúde, no conforto e na alegria,
deixa de ir na Igreja rezar, pedir que Deus continue abençoando, protegendo e
iluminando, chegam até pensar que não precisam de Deus.


Estas pessoas só sentem quando tudo o que têm não é suficiente para salvar a vida,
para impedir uma queda e quando tudo está indo ralo abaixo, no desespero, sem
moral e com a consciência condenando-o, então vão com a personalidade murcha,
falam com Deus e pedem, mas sem créditos pouco esperam. Por isso devemos
procurar o Senhor a todo momento.




O AMOR NA VISÃO DAS CRIANÇAS ( Autor desconhecido)

"Amor" foi o tema de pesquisa feita por profissionais de educação e psicologia a um grupo de crianças entre 4 e 8 anos, nos EUA, e transcrito no jornal "O que é o amor?"

* Se você quer aprender a amar melhor, você deve começar com um amigo que você não gosta - Nikka, 6 anos
* Quando minha avó pegou artrite, ela não podia se debruçar para pintar as unhas dos dedos do pé. Meu avô desde então, pinta as unhas para ela, mesmo quando ele tem artrite - Rebecca, 8 anos

* Amor é quando uma menina coloca perfume e o menino coloca loção pós-barba, aí eles saem juntos e se cheiram - Karl, 5 anos

* Quando alguém te ama, a forma de falar seu nome é diferente - Billy, 4 anos

* Amor é quando você sai para comer e oferece suas batatinhas fritas, sem esperar que a outra pessoa te ofereça as batatinhas dela - Chrissy, 6 anos

* Amor é quando alguém te magoa, e você mesmo muito magoado não grita porque sabe que isso fere seus sentimentos - Samantha, 6 anos

* Amor é quando minha mãe faz café para o meu pai e toma um gole antes para ter certeza que está do gosto dele - Danny, 6 anos

* Quando você fala para alguém algo ruim sobre você mesmo e sente medo que essa pessoa não venha a te amar por causa disso. Aí você se surpreende, já que não só continuam te amando, como agora te amam mais ainda- Mathew, 7 anos

* Há dois tipos de amor, o nosso amor e o amor de Deus, mas o amor de Deus junta os dois - Jenny, 4 anos

* Amor é quando mamãe vê o papai suado e mau cheiroso e ainda fala que ele é mais bonito que o Robert Redford - Chris, 8 anos

* Durante minha apresentação de piano, eu vi meu pai na platéia me acenando e sorrindo, era a única pessoa fazendo isso e eu já não sentia medo- Cindy, 8 anos

* Amor é quando você fala para um garoto que linda camisa ele está vestindo e aí ele a veste todo dia - Noelle, 7 anos

* Quando você ama alguém seus olhos sobem e descem e pequenas estrelas saem de você - Karen, 7 anos.

* Amor é quando seu cachorro lambe sua cara, mesmo depois que você deixa ele sozinho o dia inteiro - Mary Ann, 4 anos

* Eu sei que minha irmã mais velha me ama, porque ela me dá todas as suas roupas velhas e tem que sair para comprar outras - Lauren, 4 anos

* Amor é como uma velhinha e um velhinho que ainda são muitos amigos mesmo se conhecendo há muito tempo - Tommy, 6 anos

E você, como definiria o amo

 

Angústia de passarinho

Um motociclista ia a 130 km/h por uma estrada e, de repente, deu de encontro com um passarinho e não conseguiu esquivar-se: PÁ!!!

Pelo retrovisor, o cara ainda viu o bicho dando várias piruetas no asfalto até ficar estendido. Não podendo conter o remorso ecológico, ele parou a moto e voltou para socorrer o bichinho.

O passarinho estava lá, inconsciente, quase morto.

Era tal a angústia do motociclista que ele recolheu a pequena ave, levou-a ao veterinário, que a tratou e medicou.

O motoqueiro comprou uma gaiolinha e a levou para casa, tendo o cuidado de deixar um pouquinho de pão e água para a acidentada.
No dia seguinte, o passarinho recuperou a consciência. Ao despertar, vendo-se preso, cercado por grades, com um pedaço de pão e uma vasilha d'água no canto, o bicho pôs as mãos, ou melhor, as asas na cabeça e gritou:

"Caramba, matei o motoqueiro!!!".

Silvia Esteves (Belo Horizonte/MG)
Transcrito do jornal - ESTADO ECOLÓGICO Suplemento especial do Jornal ESTADO DE MINAS.
Aprendendo a viver



Aprendi que se aprende errando
Que crescer não significa fazer aniversário.

Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma bobagem.

Que trabalhar significa não só ganhar dinheiro.
Que amigos a gente conquista mostrando o que somos.
Que os verdadeiros amigos sempre ficam com você até o fim.
Que a maldade se esconde atrás de uma bela face.
Que não se espera a felicidade chegar, mas se procura por ela
Que quando penso saber de tudo ainda não aprendi nada
Que a Natureza é a coisa mais bela na Vida.
Que amar significa se dar por inteiro
Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos.
Que se pode conversar com estrelas
Que se pode confessar com a Lua
Que se pode viajar além do infinito
Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde.
Que dar um carinho também faz...
Que sonhar é preciso
Que se deve ser criança a vida toda
Que nosso ser é livre
Que Deus não proíbe nada em nome do amor.
Que o julgamento alheio não é importante
Que o que realmente importa é a Paz interior.

"Não podemos viver apenas para nós mesmos.
Mil fibras nos conectam com outras pessoas;

e por essas fibras nossas ações vão como causas

e voltam pra nós como efeitos."

(Herman Melville)
Coisas que a vida ensina depois dos 40


Amor não se implora, não se pede não se espera...
Amor se vive ou não.
Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você.
Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para
mostrar ao homem o que é fidelidade.
Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz.
As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros.
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.
Água é um santo remédio.
Deus inventou o choro para o homem não explodir.
Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso.
Não existe comida ruim, existe comida mal temperada.
A criatividade caminha junto com a falta de grana.
Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.
Amigos de verdade nunca te abandonam.
O carinho é a melhor arma contra o ódio.
As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida.
Há poesia em toda a criação divina.
Deus é o maior poeta de todos os tempos.
A música é a sobremesa da vida.
Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente.
Filhos são presentes raros.
De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças a cerca de suas ações.
Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves que
abrem portas para uma vida melhor
O amor... Ah, o amor...
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos,
cura doenças...
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado.
E vive a vida mais alegremente...
Artur da Távola

 


 GAROTA CEGA

  Havia
Uma
garota
cega
que
se
odiava
pelo
fato
de ser
cega!!!
Ela tbm
odiava a
todos exceto
seu namorado!
Um dia ela disse
que se pudesse ver
o mundo, ela se casaria
com seu namorado. Em um
dia de sorte, alguém doou um
par de olhos a ela!!! Então o seu
namorado perguntou a ela: Agora
que vc pode ver, vc se casa comigo??
A garota ficou chocada quando ela viu que
seu namorado era cego!!! Ela disse: Eu sinto
muito, mas não posso me casar com vc porque vc é
cego!!! O namorado afastando-se dela em lágrima disse:
Por favor, apenas cuide bem dos meus olhos, eles eram muito importantes pra mim...
 

 


O AMOR VERDADEIRO


O QUE É O AMOR...



Numa sala de aula haviam várias crianças, quando uma delas
perguntou à professora:
- Professora, o que é o amor?

A professora sentiu que a criança merecia uma resposta à altura
da pergunta inteligente que fizera.

Como já estava na hora do recreio, pediu para que cada aluno desse
uma volta pelo pátio da escola e que trouxesse o que mais despertasse
nele o sentimento do amor.

As crianças saíram apressadas e ao voltarem a professora disse:
- Quero que cada um mostre o que trouxe consigo.

A primeira criança disse:
- Eu trouxe esta flor, não é linda?

A segunda criança falou:
- Eu trouxe esta borboleta. Veja o colorido de suas asas, vou colocá-la
em minha coleção.

A terceira criança completou:
- Eu trouxe este filhote de passarinho.
Ele havia caído do ninho junto com outro irmão.
Não é uma gracinha?

E assim as crianças foram se colocando.

Terminada a exposição a professora notou que havia uma criança que
tinha ficado quieta o tempo todo.
Ela estava vermelha de vergonha, pois nada havia trazido.

A professora se dirigiu a ela e perguntou:
- Meu bem, porque você nada trouxe?

E a criança timidamente respondeu:
- Desculpe professora.
Vi a flor e senti o seu perfume, pensei em arrancá-la, mas preferi deixá-la
para que seu perfume exalasse por mais tempo.
Vi também a borboleta, leve, colorida!
Ela parecia tão feliz que não tive coragem de aprisioná-la.
Vi também o passarinho caído entre as folhas, mas ao subir na árvore
notei o olhar triste de sua mãe e preferi devolvê-lo ao ninho.
Portanto, professora, trago comigo o perfume da flor, a sensação de
liberdade da borboleta e a gratidão que senti nos olhos da mãe do
passarinho.
Como posso mostrar o que trouxe?

A professora agradeceu a criança e lhe deu nota máxima, pois ela fora a
única que percebera que só podemos trazer o amor no coração.

Crescer é

( Autor desconhecido)
Crescer é,
Ser cada dia um pouco mais nós mesmos...
Dar espontaneamente sem cobrar inconscientemente...
Aprender a ser feliz de dentro para fora...
Buscar no próximo um meio de nos prolongarmos...
Sentir a vida na natureza...
Entender a morte como natural da vida...
Conseguir a calma na hora do caos...
Ter sempre uma arma para lutar e uma razão para ir em frente...
Saber a hora exata de parar e buscar um algo novo...
Não devanear sobre o passado, mas trabalhar em cima dele para o futuro...
Reconhecer nossos erros e valorizar nossas virtudes...
Conseguir a liberdade com equilíbrio para não sermos libertinos...
Exigir dos outros, apenas o que nós damos a eles...
Realizar sempre algo edificante...
Ser responsável por nossos atos e por suas conseqüências...
Entender que temos o espaço de uma vida inteira para crescer...
Nos amarmos para que possamos amar os outros como nós mesmos...
Assumir que nunca seremos grandes,
mas que o importante é estar sempre em crescimento,
enchegermos sempre uma luz mesmo que esteja distante!!!


 

Chega o dia

Chega um dia em que o dia se termina
antes que a noite caia inteiramente.
Chega um dia em que a mão, já no caminho,
de repente se esquece de seu gesto.


Chega um dia em que a lenha já não chega
para acender o fogo da lareira.
Chega um dia em que o amor, que era infinito,
de repente se acaba, de repente.


Força é saber amar doce e constante
com o encanto de rosa alta na haste,
para que o amor ferido não se acabe
na eternidade amarga de um instante.


OS PÁSSAROS SOLITÁRIOS

( Autor desconhecido)
Do lado de um imenso muro de pedras
voava um pássaro, sempre sozinho,
pensando na sua eterna solidão.
Do outro lado do mesmo muro, outro
pássaro também voava e lamentava
o seu interminável isolamento.
Mas do alto de uma nuvem,
bem acima de qualquer muro,
dois Anjos observavam a cena.
Um dos Anjos comentou:
Veja que maravilha!
Que sincronismo de vôo.
Isto é o verdadeiro Amor.
O outro Anjo questionou:
Será que eles nunca se encontrarão?
O primeiro anjo respondeu:
É claro que sim!
Olhe, lá adiante, o fim do muro.
Todo muro tem um fim.
E completou:
Mas, se eles se arriscassem a voarem mais alto,
acima do muro, teriam se encontrado hoje mesmo!
Assim somos nós,
em certos momentos da nossa vida,
devemos nos arriscar e voarmos mais alto...
Acima do muro de dificuldades da Vida!
Em primeiro lugar, devemos ter Fé em Deus e
em segundo, em nós mesmos, acredite...
VOCÊ PODE!
Pense nisso, com FÉ!

Coleguismo e amizade




Outro dia estava com um pessoal conversando e de repente surgiu o tema "Ter Amizade". Cada um narrava algum fato ocorrido em suas vidas e eu escutando, atentamente, conclui que em muitos grupos há muitos colegas e somente poucos amigos.
Isso não é novidade, afinal todo mundo sabe que amigos são poucos.
Fica pobre ou sem nada e deixa de oferecer festas e divertimentos para ver o que acontece. Desaparecem os chamados "amigos". Está claro que esses "amigos" na realidade são colegas.
Uma pessoa está triste e surge um problemazinho? Não tenham ilusão, porque muitos desses "amigos" desaparecem. Um e outro podem até aparecer, mas somente para saber o que aconteceu e depois ter assunto para críticas e comentários.
Alguém está alegre, feliz e de bem com a vida? Tenham certeza de que a inveja aparece e alguns desses "amigos" revelam-se negativamente.
Hum! E quando é mulher bonita e poderosa que vai a um encontro de mulheres? Sem resposta…
Ufa! Não é fácil. O pior é que não tem jeito, todo mundo precisa relacionar-se e permanecer num grupo, para trocar idéias e distrair-se um pouco. O humano precisa disso.
Assim sendo, saber conviver com as pessoas é uma arte, que exige de todos nós muita paciência e tolerância. Recomenda-se treinar a paciência e tolerância, diariamente.
O melhor mesmo é saber identificar a diferença que há entre coleguismo e amizade.
Pronto, uma vez identificado quem são os colegas, então, não devemos esperar que se comportem como amigos. Daí, não tem problema. Está tudo muito bem, no controle.

Coleguismo é muito simples. Podemos fazer colegas nas festas, nos passeios e até nas férias.
Desses colegas são raríssimos os que tornam-se nossos amigos.
São, uns deles, alegres e divertidos; outros são simpáticos e amáveis; e outros têm bom papo.
Nos encontros de colegas tudo é festa e alegria. Mas cuidado, porque, às vezes, como em toda festa surge uma ressaca… uma dor de cabeça danada… Também, não prestou a atenção… caiu na bobagem de falar demais… Olha só no que deu… probleminhas de ti-ti-ti…
Com colegas não devemos falar em demasia, nem dizer o que pensamos, só devemos manter o astral legal, dando risadas de tudo e, é claro, conversar abobrinhas com alguns deles. É melhor assim. Vai por mim…
Não se preocupem se um colega não quer mais papo com você. Tudo bem, porque logo vem outro para substitui-lo. Ah! era colega mesmo. Nada de importante .Devemos desejar felicidades e dizer; foi bonzinho enquanto durou…
Não é a primeira vez que um colega vai embora sem mais e nem menos. Muitos já se foram, passaram pelas nossas vidas sem registrar nada de importante. A esses, que nada fizeram nem de bem e nem de mal, devemos simplesmente desejar felicidades. Passou…Até a vista…
Por outro lado, existe a amizade de verdade.
A amizade de verdade é outra coisa. É um sentimento raro, lindo e duradouro. Não há nada que destrua uma relação verdadeira de amizade.
Não há distância e nem outros fatores que possam destruir uma verdadeira amizade. O laço é forte e o amor e o sentimento estão presentes nessa relação.
Nessa relação de amizade exige-se confiança e fidelidade. Há uma cumpri cidade mútua.
Os nossos amigos do coração estão nessa relação de amizade. São poucos, mas são preciosos.
Esses, sim, são importantes e necessários, para as nossas vidas. Eles são o alimento de nossas almas e dão sentido a nossa existência. Esses amigos estão contidos numa energia cósmica, porque só assim justifica-se o fato de muitos estarem longe, num outro continente e continuarem presentes na nossa existência, alimentando as nossas almas e dando sentido as nossas vidas.
Não importa há quanto tempo não os vimos e nem a distância em que se encontram, porque o sentimento de amizade, o amor que existe na relação transcendem, dando a certeza de que somos queridos, amados por esses poucos amigos. Eles estarão sempre presentes, dando-nos forças nos momentos em que mais venhamos a precisar de conforto e compreensão.Com certeza, na tristreza e na alegria são esses amigos que estarão conosco.
São esses amigos que devemos cuidar com muito carinho e atenção, respeitando sempre a individualidade de cada um deles, estando prontos para estender as mãos no momento em que precisarem.
Se um desses poucos amigos do coração magoar-me ou deixar de existir, aí, sim, eu ficaria numa enorme tristeza, podem acreditar.
Distinguir a diferença entre coleguismo e amizade é fácil; é só ficarmos atentos as atitudes, porque são elas que revelam toda a verdade de uma relação.
Devemos ficar atentos às atitudes das pessoas. Isso é extremamente importante em todas as relações humanas.
Conceição Vetsch.




Que eu continue


Que eu continue com vontade de viver,
mesmo sabendo que a vida é,em muitos momentos,
uma lição difícil de ser aprendida.
Que eu permaneça com vontade de ter grandes amigos,
mesmo sabendo que,com as voltas do mundo,
eles vão indo embora de nossas vidas.
Que eu realimente sempre a vontade de ajudar as pessoas,
mesmo sabendo que muitas delas são incapazes dever,
sentir,entender ou utilizar essa ajuda.
Que eu mantenha meu equilíbrio,
mesmo sabendo que muitas coisas que vejo no mundo
escurecem meus olhos.
Que eu realimente a minha garra,
mesmo sabendo que a derrota e a perdas são ingredientes
tão fortes quanto o  sucesso e a alegria.
Que eu atenda sempre mais à minha intuição,
que sinaliza o que de mais autêntico eu possuo.
Que eu pratique mais o sentimento de justiça,
mesmo em meio à turbulência dos interesses.
Que eu manifeste amor por minha família,
mesmo sabendo que ela muitas vezes
me exige muito para manter sua harmonia.
E,acima de tudo...
Que eu lembre sempre que todos nós
fazemos parte dessa maravilhosa teia chamada vida,
criada por alguém bem superior a todos nós!
E que as grandes mudanças não ocorrem por grandes feitos
de alguns e,sim,nas pequenas parcelas cotidianas
de todos nós! Chico Xavier



SOMBRAS SERENAS
que as nuvens transportam por cima do dia!
Um pouco de sombra, apenas,
- vê que nem te peço alegria.
Traze-me um pouco da alvura dos luares
que a noite sustenta no teu coração!
A alvura, apenas, dos ares:
- vê que nem te peço ilusão.
Traze-me um pouco da tua lembrança,
aroma perdido, saudade da flor!
-Vê que nem te digo - esperança!
-Vê que nem sequer sonho - amor!
Cecília Meireles



 A MARCHA
Quanto mais dolorosa a marcha,
Maior o auxílio do Senhor
para os que edificam o bem.
Ainda mesmo com lágrimas
Saibamos sorrir, à luz da esperança,
Consciente de que Jesus permanece velando.
Depois de grandes tormentas vem a calmaria
porque Deus nos estende as mãos.
Abraços com carinho...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muitas vezes, a correria de nossas vidas nos impede de dar atenção ao que realmente vale a pena. E agradecer é uma das coisas que acabam ficando esquecidas na correria do dia-a-dia.
Pode ser por um simples favor ou por uma grande atitude, mas o agradecimento nunca deve ser esquecido. Obrigado Por Sua Atenção e Pelo Carinho e por ter vindo até aqui e deixando seu comentário importantíssimo para o engrandecimento das postagens. SEJA SEMPRE BEM VINDO(A) Profª Lourdes Duarte