MEUS SEGUIDORES

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

EXCURSÃO COM ALUNOS DA ESCOLA RAIMUNDO HONÓRIO- PE NO INSTITUTO RICARDO BRENNAND-PE



 INSTITUTO RICARDO BRENNAN- ALUNOS DA ESCOLA RAIMUNDO HONÓRIO - PE








Excursão com os alunos da Escola Raimundo Honório PE no Instituto Ricardo Brennand, RECIFE PE.

No dia 01-10-2012, professores  e alunos tiveram um aula Didática pedagógica,  extraclasse. Foi realizada um excursão para o Instituto Ricardo Brennand, Recife Pe/ Brasil.
Foram momentos riquíssimos de aprendizagem, este local é cultura viva.O Instituto Ricardo Brennand é uma instituição cultural que abriga museu, ...

  Espaço  Cultural importantíssimo  que deve ser  valorizado e visitados por  nossos alunos e todos que apreciam artes de diferentes categorias e épocas.
Postarei fotos que foram tirada no momento da visita .



Para uma melhor compreensão do valor culturas do Instituto postarei um artigo publica Wikipédia, a enciclopédia livre. http://pt.wikipedia.org/wiki/Instituto_Ricardo_Brennand
O Instituto Ricardo Brennand (IRB) é uma instituição cultural brasileira localizada na cidade de Recife, no bairro da Várzea. É uma organização privada sem fins lucrativos, fundada em 2002 pelo colecionador e empresário pernambucano Ricardo Brennand. O instituto está sediado em um complexo arquitetônico em estilo medieval, composto por três prédios: Museu Castelo São João, Pinacoteca e Galeria, circundados por um vasto parque








Possui uma coleção permanente de objetos histórico artísticos de diversas procedências, abrangendo o período que vai da Baixa Idade Média ao século XXI, com forte ênfase na documentação histórica e iconográfica relacionada ao período colonial e ao Brasil Holandês, incluindo a maior coleção do mundo de pinturas de Frans Post, com quinze obras.



O instituto também abriga um dos maiores acervos de armas brancas do mundo, com mais de 3.000 peças, a maior parte proveniente da Europa e da Ásia, produzidas entre os séculos XIV e XXI.[1][5] A biblioteca do instituto possui mais de 62 mil volumes, datados do século XVI em diante, destacando-se as coleções de brasiliana e obras raras



O instituto foi fundado por Ricardo Brennand, empresário e colecionador pernambucano de ascendência inglesa, nascido em Cabo de Santo Agostinho em 1927. Brennand obteve destaque na indústria canavieira da região Nordeste, atuando também nos segmentos de produção de cimento, azulejo, vidro, porcelana e aço. Na década de 1940, começou a colecionar armaria, sobretudo armas brancas, consolidando nas décadas seguintes o que viria a ser um dos maiores acervos privados dessa tipologia no mundo.
Na década de 1990, Brennand decidiu investir o capital resultante da venda de parte de suas fábricas na criação de uma fundação cultural voltada à preservação e exposição de seu acervo. Ainda antes da inauguração do instituto, começou a adquirir obras de arte e objetos relacionados à história do Brasil, sobretudo aos anos de ocupação holandesa da região Nordeste. Em poucos anos, Brennand amealhou um vasto conjunto de pinturas de Frans Post, além de paisagens e retratos seiscentistas, mapas, tapeçarias, moedas, documentos, livros raros e outros objetos referentes a essa temática.


Museu de cera.


O Instituto Ricardo Brennand foi inaugurado em setembro de 2002, com a exposição itinerante Albert Eckhout volta ao Brasil (também montada na Pinacoteca do Estado de São Paulo, no Conjunto Cultural da Caixa de Brasília e no Paço Imperial do Rio de Janeiro), que apresentou pela primeira vez ao público brasileiro o conjunto completo das pinturas de Eckhout pertencentes ao Museu Nacional da Dinamarca. No ano seguinte, o instituto inaugurou a exposição permanente Frans Post e o Brasil holandês na Coleção do Instituto Ricardo Brennand, com a presença da rainha Beatriz dos Países Baixos, do príncipe Guilherme Alexandre e da princesa Máxima Zorreguieta.
Além das exposições permanentes e temporárias, o instituto oferece visitas guiadas, cursos de história da arte, programa educativo voltado aos alunos dos sistemas público e privado de ensino de Pernambuco, programas de arte  educação para professores e atividades culturais em geral


Artes visuais

 

O núcleo de artes visuais é composto por pinturas, esculturas, desenhos e gravuras, de artistas brasileiros e estrangeiros, datados do século XV em diante. A coleção de arte brasileira é majoritariamente formada por paisagens e por um conjunto significativo de brasiliana, com predominância de registros iconográficos relacionados ao atual estado de Pernambuco Estão representados no acervo artistas como Carlos Julião, Claude François Fortier, Nicolas-Antoine Taunay, Jean-Baptiste Debret, Johann Moritz Rugendas, Henri Nicolas Vinet, Emil Bauch, Nicola Antonio Facchinetti, Luís Schlappriz, Franz Heinnrich Carls, Franz Hagedorn, Giovanni Battista Castagneto, Eliseu Visconti, Jerônimo José Telles Júnior e Benedito Calixto, entre outros.
A coleção de pintura européia é caracterizada pela ênfase nas cenas de gênero, em temáticas palacianas ou relacionadas à armaria, datadas do século XVII em diante. Destaca-se um par de naturezas-mortas barrocas de Francesco Maltese e outras obras de Enrique López Martínez, Tito Lessi e Blaise Alexandre Desgoffe. Outra vertente presente nesse segmento é o de pinturas oitocentistas de temática orientalista e de nus femininos. Destacam-se Edouard Richter, Emmanuel de Dieudonne, Delphin Enjolras e, sobretudo, William-Adolphe Bouguereau, com Após o Banho (1894).
Na coleção de esculturas, destaca-se uma peça anônima em madeira do século XV, representando um escravo negro em trajes da época, e outras obras de Giovanni Maria Benzoni, Henri Louis Levasseur, Abelardo da Hora e um conjunto de réplicas de esculturas clássicas executadas pelo ateliê de Romano Romanelli.

Brasil Holandês

 

O Instituto Ricardo Brennand possui uma das mais completas coleções de documentação histórica e iconográfica relacionada à ocupação holandesa da região Nordeste do Brasil. O destaque principal desse núcleo é a maior coleção mundial de pinturas de Frans Post, o primeiro pintor de paisagens do continente americano. O instituto possui 15 óleos de Post, o que equivale a 10% de toda a sua produção pictórica. É a única coleção que cobre todas as fases da trajetória do artista. Particularmente relevante é a peça Forte Frederick Hendrik pintada por Post em Recife em 1640. Trata-se da única dentre as sete paisagens remanescentes executadas in situ por Frans Post a ser conservada em uma coleção brasileira (as outras seis estão divididas entre o Louvre, em Paris, a Mauritshuis, na Haia e a coleção Cisneros, em Caracas). Ainda no contexto da pintura holandesa seiscentista, encontram-se os retratos de Maurício de Nassau executados pelos ateliês de Pieter Nason e Jan de Baen.
O instituto conserva um conjunto de gravuras executadas entre 1644 e 1645 por um grupo de artistas liderados por Jan van Brosterhuisen, a partir de desenhos detalhados feitos por Frans Post para ilustrar o livro Rerum per octennium in Brasilia et alibi nuper gestarum sub praefectura de Caspar Barlaeus. Os desenhos de Post encontram-se atualmente conservados no Museu Britânico, em Londres. As gravuras representam as principais localidades e a topografia das terras brasileiras sob domínio holandês.Há também um conjunto de mapas do Nordeste brasileiro, produzidos por Hessel Gerritsz, Claes Visscher, Georg Marggraf e Izaac Commelyn, entre outros.


Carta escrita por Dom João IV em Lisboa, datada de 20 de janeiro de 1647.
De grande importância histórica é a rara coleção de moedas obsidionais holandesas (moedas emergenciais), cunhadas em Pernambuco entre 1645 e 1654 para superar escassez de numerário local ocasionada pelos constantes cercos impostos por Portugal. A coleção de manuscritos é composta por relatórios, ordens, memorandos e correspondências relacionados aos importantes eventos e personalidades de então. Há cartas de Isabela de Espanha, Maurício de Orange-Nassau, Johan de Witt, etc. O grande destaque é uma correspondência escrita por Dom João IV em 1647, informando sobre sua decisão de enviar um reforço de 200 homens para auxiliar na expulsão dos holandeses, um documento-chave para a preparação da primeira Batalha dos Guararapes.
A coleção de objetos relacionados a esse período inclui peças confeccionadas na Holanda com matéria-prima fornecida pelo Brasil (como taças feitas de coco), prataria comemorativa, um exemplar raro do maior tipo de globo terrestre de biblioteca fabricado por Mateus Greuter (do qual se conhecem apenas 15 exemplares atualmente), cachimbos da Companhia das Índias Ocidentais, etc. Outros objetos mostram a influência que o material iconográfico e científico coletado por Maurício de Nassau no Brasil e distribuído entre os soberanos europeus teve na produção de artefatos e no imaginário de seus contemporâneos. É o caso das famosas séries de tapeçarias Anciennes e Nouvelles Indes, baseadas nos desenhos de Albert Eckhout e tecidas pela Manufatura dos Gobelins, da qual o instituto conserva quatro exemplares, bem como de uma paisagem brasileira imaginária, pintada por Jillis van Schendel
, artista holandês que jamais esteve no Brasil






Final do dia, hora de voltarmos para casa, não resistimos aos lugares lindos para as fotos.
 Esta foi uma pequena demonstração da cultura deste lugar Que é de uma beleza sem igual e de grandes aprendizados.

Viva a vida, a natureza, a cultura e a educação!!


Fonte de pesquisa: 

Wikipédia, a enciclopédia livre.
https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=9191195104396431230
Panorama do IRB com destaque para o Castelo que abriga a pinacoteca

13 comentários:

  1. Olá Lourdes.
    Que belas fotos, não sei como deixaram tirar fotos, pois em Campos de Jordão, fui num dos Palácios do Governo, quanta coisa vi, entrei com a máquina escondida, mas não deixaram tirar fotos.
    Gostaria de estar nesse lindo lugar. Mas é tão longe daqui...
    Beijos
    Lua Singular e Mundo dos Inocentes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dorli Realmente o Institudo Ricardo Brennand, É lindo e muita cultura. Obrigada pela visita, volte sempre. Bjuss

      Excluir
  2. olá minha querida tudo bem?
    Fiquei encantada com as fotos, o lugar é maravilhoso!
    Bela excussão!

    Tenha um fds repleto de bençãos junto a sua família!
    bjs ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andreia! muito lindo, isto é uma pequena demonstração das peças o obras de Arte, e do espaço maravilhoso. Quando vir ao
      Recife, conheça, vale a pena. Bjuss

      Excluir
  3. Estou a ver que foi uma visita de estudo muito proveitosa. Gostei de conhecer. Bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. realmente Elisabete e foi maravilhosa, tanto para os alunos como para nós professore. Obrigada pela visita. Volte sempre, bjuss

      Excluir
  4. Oi amiga, teu espaço é muito lindo e bastante informativo, amei, sou BU 223 e 224, desde já agradeço a visita, também estou te seguindo. Grande abraço!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ana! fico feliz que gostou e está ficando, seja bem vinda!! volte sempre este cantinho é noso. Abraçoss fica na paz de Deus.

      Excluir
  5. OlÁ PROFª SOU EU aBIGAIL, ENCANTADA COM SEU BLOG, SOU PERNAMBUCANA MAS NÃO CONHEÇO O INTITUTO BRENNAND, JÁ OUVI FALAR MUITO E COM SUAS POSTAGENS FIQUEI MARAVILHADA COM ESTE ESPAÇO CULTURAL. PARABÉNS PRA SUA ESCOLA E OS PROFESSORES QUE TIVERAM ESSA INICIATIVA DE LEVAR OS ALUNOS. TAMBEM FIQUEI MARAVILHADA COM E EXCUSSÃO NA RESERVA FLORESTAL, RIQUÍSIMA. MOSTRARI SEU BLOG NA MINHA ESCOLA E QUEM SABE OS PROFESSORES SE ANIMAM E LEVAM OS NOSSOS ALUNOS PRA ESES LGARES LINDOS. PARABÉNSS!! SEU BLOG É MESMO TUDO DE BOM. vOU DA MAIS UMA OLHAINHA, JA ESCREVI SEU ENDEREÇO NA MINHA AGENDA E COM CERTEZA VOLTAREI MAIS VEZES AQUI. FICA COM DEUS E QUE ELE CONTINUE TE ILUMINANDO PARA REALIZAR TRABALHOS RIQUÍSSIMOS COMO ESTES.ABRAÇOSS PARABÉNS MAIS UMA VEZ, TAMBÉM SOU PROFESSORA DE DISCIPLINAS PEDAGÓGICAS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Abigail! Obrigada pela visita e por deixar um comentário tão importante, posso dizer uma avaliação maravilhosa. Que bom saber que minhas postagens são bem aceitas e que meu blog agrada como espaço cultural. Realmente a iniciativa foi dos professores de Biologia, Letras, História, Geografia, Matamética, etc, tudo aprovado pela equipe Gestora e pelo pouco que postei da uma ideia de como foi rica a aprendizagem não só dos alunos como de todos nós professores. Volte sempre, se desejar seguir o blog, com seu email pode ser seguidora, se tiver orku, mais fácil, compartilho todas as postagens nas redes sociais que participo. Obrigada sua contribuição foi muito importante. Volte sempre.

      Excluir
  6. Desculpe alguns erros, depois que enviei não soube como corrigir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se preocupe com os erros, ou melhor enganos, tempo corrido, acontece demais comigo. Bjuss volte e seja uma seguidora.

      Excluir
  7. Adorei sua publicação , ensino faz a diferença para os alunos. Parabéns!!

    ResponderExcluir

Muitas vezes, a correria de nossas vidas nos impede de dar atenção ao que realmente vale a pena. E agradecer é uma das coisas que acabam ficando esquecidas na correria do dia-a-dia.
Pode ser por um simples favor ou por uma grande atitude, mas o agradecimento nunca deve ser esquecido. Obrigado Por Sua Atenção e Pelo Carinho e por ter vindo até aqui e deixando seu comentário importantíssimo para o engrandecimento das postagens. SEJA SEMPRE BEM VINDO(A) Profª Lourdes Duarte