MEUS SEGUIDORES

quinta-feira, 18 de abril de 2013

18 DE ABRIL DIA INTERNACIONAL DO LIVRO INFANTIL






Um país se faz com homens e livros - Monteiro Lobato

por Regina Ramos - reginacaramos@hotmail.com


Como educadora, sou ferrenhamente a favor da educação. Assim sendo, sou contrária à campanha para que seja aprovada a lei que punirá aluno que desrespeita professor, pois estaríamos visando ao efeito no lugar de se combater a causa. O desrespeito ao professor é um dos efeitos do descalabro da educação no País.

O que Monteiro Lobato expressa em seu memorável pensamento é que um país precisa de homens letrados para que possa ser efetivamente um país. No Brasil, investe–se dinheiro em educação mais do que em muitos países ricos. No entanto, a péssima gestão dos recursos e a corrupção impedem que a maioria das escolas ofereça um ensino de qualidade. Temos algumas ilhas de bom ensino, algumas poucas escolas gerenciadas por administradores responsáveis e competentes. Fora essas ilhas, temos escolas fisicamente em ruínas, sujas, desagradavelmente feias, sem cuidados básicos de higiene, nas quais os professores se esforçam para ensinar dentro de um ambiente que não estimula o aprendizado, e onde, claro, a disciplina também não parece ser cultivada, por professores mal remunerados e muitos deles mal preparados para a função. Os alunos não recebem a instrução devida e sem instrução não se aprende a prática da cidadania.

São muitas as causas sociais que deixaram o País neste horrível estado de deseducação. Estamos estarrecidos com os altos índices da criminalidade, porém, o crime hoje no Brasil não ocorre somente por causa da bandidagem – que em si já é outro efeito do desgoverno no qual nos encontramos– o crime ocorre nesta nossa sociedade contemporânea que banaliza a vida.
Mata–se, no Brasil, por nada: por briga no trânsito, porque “ele furou a fila”, porque simplesmente não há prática da cidadania. Fora a violência contra a mulher e a violência doméstica em geral. E os abusos que crianças e jovens sofrem dentro de suas próprias casas. Tudo isso acontece diariamente em índices alarmantes! Crianças e jovens são vítimas dessa nossa sociedade que parece estar doente. Como ousamos puni–los por lei se não punimos aqueles que lhes servem de modelo? Em que lugar eles aprenderam a desrespeitar? Na Noruega ou na Finlândia?

Um País que ainda hoje, já na entrada da segunda década do século XXI, não oferece ao seu povo rede de esgoto total, sendo que somente 54, 9% das residências recebem este serviço essencial à vida, segundo os dados atuais do IBGE, não cumpre ele mesmo as leis que lhes são devidas. De que adianta comemorar o avanço econômico do País (entre as maiores potências do mundo) e seu prestígio internacional se o povo não recebe os frutos desse crescimento? Rede de esgoto faz parte da educação, pois quem caminha por cima de esgotos a céu aberto está aprendendo o quê? Como aprender respeito ao próximo se não está sendo respeitado em sua dignidade humana?

E tem mais: dados da edição de 2012 da pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, encomendada pela “Fundação Pró-Livro” e pelo “Ibope Inteligência” revelam que apenas 24% dos brasileiros têm o hábito de leitura; 85% costumam ver TV. Segundo a pesquisa, houve uma queda de 9, 1% no universo de leitores.

Um país se faz com homens e livros. Sem homens letrados não há educação, e sem educação não há respeito à dignidade humana. Ao invés de lei para punir alunos desrespeitosos, que se cumpra o Princípio Constitucional da Dignidade Humana: “Todos os homens nascem livres e iguais em dignidade e direitos”.

Texto revisado






Autora:
 Regina Ramos - reginacaramos@hotmail.com 
Professora de Português, Francês, História da Educação e Filosofia da Educação. Orientadora Educacional e Consultora Pedagógica. Palestrante. Taróloga.

Lido 966 vezes, 15 votos positivos e 0 votos negativos. 
E-mail: reginacaramos@hotmail.com
Visite o Site do autor




Fontes de pesquisas: Texto:http://somostodosum.ig.com.br
 Cartões:
www.livrosepessoas.com 

www.guararema.sp.gov.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muitas vezes, a correria de nossas vidas nos impede de dar atenção ao que realmente vale a pena. E agradecer é uma das coisas que acabam ficando esquecidas na correria do dia-a-dia.
Pode ser por um simples favor ou por uma grande atitude, mas o agradecimento nunca deve ser esquecido. Obrigado Por Sua Atenção e Pelo Carinho e por ter vindo até aqui e deixando seu comentário importantíssimo para o engrandecimento das postagens. SEJA SEMPRE BEM VINDO(A) Profª Lourdes Duarte