MEUS SEGUIDORES

quarta-feira, 13 de março de 2013

NÃO FOI CARIDADE. FOI ATO DE JUSTIÇA


NÃO FOI CARIDADE. FOI ATO DE JUSTIÇA
 
- Certa vez dei um pão a um pobre e pensei que tinha feito um ato de caridade. Mas não! Foi ato de justiça porque eu tenho muitos pães, e ele, não.
- Em outra ocasião guiei um cego na rua e me senti grande. Entretanto foi apenas um gesto de justiça porque eu enxergo, e ele, não.
- Um dia dei um vestido a uma pobre mulher e achei que fui generosa. Entretanto foi apenas justiça. Eu lhe dei para me desfazer da roupa, pois estava fora da moda..
- Dei uma esmola a um mendigo e me senti muito bem. Foi uma injustiça! Ele precisava apenas de amor.
Lição para a vida: Quando aprenderemos a distinguir a caridade da justiça?


 Autor: Padre Clóvis
Imagens: Cópias do Google

4 comentários:

  1. Linda mensagem, para pensar todos os dias

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Intessante seu blog, bem visitado.

    http://phylosofiamano.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Boa noite Lourdes !
    Linda,linda mensagem , boa lição para pensar todos os dias
    Beijimho

    ResponderExcluir

Muitas vezes, a correria de nossas vidas nos impede de dar atenção ao que realmente vale a pena. E agradecer é uma das coisas que acabam ficando esquecidas na correria do dia-a-dia.
Pode ser por um simples favor ou por uma grande atitude, mas o agradecimento nunca deve ser esquecido. Obrigado Por Sua Atenção e Pelo Carinho e por ter vindo até aqui e deixando seu comentário importantíssimo para o engrandecimento das postagens. SEJA SEMPRE BEM VINDO(A) Profª Lourdes Duarte