MEUS SEGUIDORES

terça-feira, 25 de junho de 2013

MENSAGEM DO DIA 25 -06-2013 " O PARDAL E A ÁGUIA"





                          O Pardal e a Águia


       O sol anunciava o final de mais um dia e lá, entre as árvores, estava Andala, um pardal que não se cansava de observar Yan, a grande águia.

  Seu voo preciso, perfeito, enchia seus olhos de admiração. Sentia vontade em voar como a águia, mas não sabia como o fazer. Sentia vontade em ser forte como a águia, mas não conseguia assim ser.

     Todavia, não cansava de segui-la por entre as árvores só para vislumbrar tamanha beleza… Um dia estava a voar por entre a mata a observar o voo de Yan, e de repente a águia sumiu da sua visão. Voou mais rápido para reencontrá-la, mas a águia havia desaparecido. Foi quando levou um enorme susto: deparou de uma forma muito repentina com a grande águia a sua frente. Tentou conter o seu vôo, mas foi impossível, acabou batendo de frente com o belo pássaro. 

     Caiu desnorteado no chão e quando voltou a si, pode ver aquele pássaro imenso bem ao seu lado observando-o. Sentiu um calafrio no peito, suas asas ficaram arrepiadas e pôs-se em posição de luta. A águia em sua quietude apenas o olhava calma e mansamente, e com uma expressão séria, perguntou-lhe: Por que estás a me vigiar, Andala? Quero ser uma águia como tu, Yan. Mas, meu vôo é baixo, pois minhas asas são curtas e vislumbro pouco por não conseguir ultrapassar meus limites.

     E como te sente amigo sem poder desfrutar, usufruir de tudo aquilo que está além do que podes alcançar com tuas pequenas asas? Sinto tristeza. Uma profunda tristeza. A vontade é muito grande de realizar este sonho… - O pardal suspirou olhando para o chão… E disse: Todos os dias acordo muito cedo para vê-la voar e caçar. És tão única, tão bela. Passo o dia a observar-te. E não voas? Fica o tempo inteiro a me observar? Indagou Yan. Sim. A grande verdade é que gostaria de voar como tu voas…

     Mas as tuas alturas são demasiadas para mim e creio não ter forças para suportar os mesmos ventos que, com graça e experiência, tu cortas harmoniosamente… Andala, bem sabes que a natureza de cada um de nós é diferente, e isto não quer dizer que nunca poderás voar como uma águia. Sê firme em teu propósito e deixa que a águia que vive em ti possa dar rumos diferentes aos teus instintos. Se abrires apenas uma fresta para que esta águia que está em ti possa te guiar, esta te dará a possibilidade de vires a voar tão alto como eu. Acredita! - E assim, a águia preparou-se para levantar voo, mas voltou-se novamente ao pequeno pássaro que a ouvia atentamente: Andala, apenas mais uma coisa: Não poderás voar como uma águia, se não treinares incansavelmente por todos os dias.

      O treino é o que dá conhecimento, fortalecimento e compreensão para que possas dar realidade aos teus sonhos. Se não pões em prática a tua vontade, teu sonho sempre será apenas um sonho.

     Esta realidade é apenas para aqueles que não temem quebrar limites, crenças, conhecendo o que deve ser realmente conhecido. É para aqueles que acreditam serem livres, e quando trazes a liberdade em teu coração poderás adquirir as formas que desejares, pois já não estarás apegado a nenhuma delas, serás livre! Um pardal poderá, sempre, transformar-se numa águia, se esta for sua vontade.

     Confia em ti e voa, entrega tuas asas aos ventos e aprende o equilíbrio com eles. Tudo é possível para aqueles que compreenderam que são seres livres, basta apenas acreditar, basta apenas confiar na tua capacidade em aprender e ser feliz com tua escolha! 



Fonte de pesquisa: http://www.mensagenscomamor.com

12 comentários:

  1. Bom dia, Lourdes, é uma linda fábula. Mas creio que um pardal jamais voará como uma águia, assim como uma águia jamais voará como um pardal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Ana. Acrdito que esta metáfora é do mesmo jeito: TEMOS QUE VOAR ALTO, MESMO SEM ASAS" Abraços, volte sempre. Bjuss

      Excluir
  2. Oi Lourdes! A fábula é interessante, mas eu discordo de sua mensagem. O pardal nunca será uma águia, mas pode ser o melhor entre os pardais. Assim como nós, podemos até ser aquilo que sonhamos, mas dentro das limitações que temos. A natureza é sábia e cada um de seus componentes ocupa exatamente um lugar nela, porém, os humanos deixaram de viver as leis naturais para viver as leis sociais e a sociedade e a cultura sempre nos imporão limites. Felicidade nossa que sonhamos e que temos oportunidades de realizar alguns dos sonhos, mas sabemos sempre que outros ficarão perdidos pelo percurso, devido às nossa próprias escolhas.
    Um grande abraço e tenha bons dias!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Augusto, adoro seus comentários e sua opinião é muito importante. Cada um reflete do seu jeito, olhando pela sua ótica, em razão. Origada pela visita, volte sempre. Abraçoss

      Excluir
  3. Querida amiga

    Sempre que dirigimos
    os nossos pensamentos,
    ao que acorda sentimentos bons
    em outras vidas,
    cada palavra escrita
    é uma espécie de oração.

    Que teu coração seja o céu
    onde as palavras possa voar
    buscando a esperança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aluisio, que lino est pensamento, obrigaa pela visita, volte sempre.

      Excluir
  4. Oi querida

    Obrigada por partilhar mensagens lindas e por visitar sempre meu cantinho para deixar recados fofos. Obrigada
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dulcilene pela visita, seja bem vinda!! Bjuss

      Excluir
  5. Como sempre uma satisfação aqui vir amiga Lourdes. Olha o Ostra já está pronto para o 8º Pena de Ouro, são muitos Poetas e Poetisas das ondas a convidar, assim peço desculpa pelo SPAM e não parar em tua página para apreciá-la e comentar como de direito, MAS QUERO TE VÊ NA ILHA NESTE EVENTO, POR ISSO AQUI ESTOU... E lá te espero. Beijos no coração!!!
    Este é o link do Ostra
    http://ostra-da-poesia.blogspot.com.br/
    Todos que por aqui passarem sintam-se convidados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lindalva, como é bom te ver aqui, obrigada pela visita e lindo comentário. Bjuss

      Excluir
  6. Olá minha amiga, bom dia! Que delicia é ler as suas escritas...Linda fabula...Lourdes eu sei que tenho alma e coração de poeta, mas não nasci para escrever e sim para ler e me extasiar com as coisas belas que você e outros poetas escrevem...Assim sendo deixo de ser um pardal e me torno uma águia,não na escrita mas na leitura...Porque voo alto na imaginação e me contento com isso...Cada qual com a sua Águia e com o seu Pardal, não é mesmo!Obrigado minha querida por compartilhar sempre comigo coisa tão belas e incentivadoras...
    Beijos com muito carinho ღ¸.·´¯`ღ¸.·´¯`ღ¸.·´¯
    Marilene

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida Marilene, com certeza sua alma é poeta, se assim não fosse voc~e não escreveria lindamente. Obrigada pela visita, volte sempre. bjuss

      Excluir

Muitas vezes, a correria de nossas vidas nos impede de dar atenção ao que realmente vale a pena. E agradecer é uma das coisas que acabam ficando esquecidas na correria do dia-a-dia.
Pode ser por um simples favor ou por uma grande atitude, mas o agradecimento nunca deve ser esquecido. Obrigado Por Sua Atenção e Pelo Carinho e por ter vindo até aqui e deixando seu comentário importantíssimo para o engrandecimento das postagens. SEJA SEMPRE BEM VINDO(A) Profª Lourdes Duarte