MEUS SEGUIDORES

quinta-feira, 23 de maio de 2013

REALIDADE, SONHO OU FANTASIA? (Carlos Drummond de Andrade)




Realidade, Sonho ou Fantasia?

Definitivo, como tudo o que é simples. Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.
Por que sofremos tanto por amor?
O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa especial, que gerou em nós um sentimento intenso, e que nos fez companhia por algum tempo; e fomos assim felizes.
Sofremos por quê?
Porque esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter tido juntos e não tivemos, por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e não o fizemos, por todos os beijos cancelados, pela eternidade interrompida.
Sofremos, não porque nosso trabalho é desgastante, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar.
Sofremos, não porque as pessoas são impacientes conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a elas nossas mais profundas angústias, se elas estivessem interessadas em nos compreender.
Sofremos, não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.
Sofremos, não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim, que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.
Como aliviar a dor do que não foi vivido?
A resposta é simples como um verso: se iludindo menos e vivendo mais.
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, fugindo do sofrimento perdemos também a felicidade.
A dor é inevitável. O sofrimento é opcional.
Viver não dói. O que dói é a vida que não se vive. 


14 comentários:

  1. Boa noite amiga !
    Vinicius de Morais amou em toda sua plenitude,por isso que escreve sempre em forma de amor ...
    bjsssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Severa, ele é maravilhoso! Obrigada pela visita. Bjus

      Excluir
  2. Lourdes querida sua postagem é linda e perfeita. Belo texto. A Carlos Drummond é show. Bjus

    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nádia! Obrigada pela visita, volte sempre. Bjus

      Excluir
  3. Exato! Sofremos porque nos apegamos. Lindo texto. Bom dia, Lourdes!

    ResponderExcluir
  4. Oiii Lourdes, amei o texto, não conhecia, e é assim mesmo como ele fala, sofro não pela angustia mas pelo outro que não quer ouvir, não pelo que vivi mas pelo que sonhei viver e por ai vai, adorei!!! levando o link p não esquecer! Bjoooss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Keellen, obrigada por está aqui. Bjuss

      Excluir
  5. Querida amiga
    Vim para lhe dizer que não me esqueci de ti, nem deste lindo cantinho, peço desculpas pelo meu silencio, mas tem sido por conta da vida, que em certas vezes nos pede um pouquinho de tempo para ela mesma. Vida que apesar de nos trazeres muitos desafios a desvendar, nos trazer a serenidade de te viver com muita alegria, paz e amor.
    Peço desculpas pelo recadinho montadinho, eu queria muito passar pelo seu cantinho para e ficar por mais tempinho e desfrutar do aroma deste lindo lugar, pode demorar um pouquinho, mas voltarei.
    Tenha uma linda tarde coberta de muita paz e Amor!
    Com carinho
    Abraço amigo
    Querida amiga se poder venha conhecer o meu site. http://www.mariaalicecerqueira.com.br/
    O meu muito Obrigado de todo o meu coração. Que Deus os abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida Alice, não se preocupe, volte quando for possivel. obrigada pelo lindo comentário. Bjus fica na paz de Deus.

      Excluir
  6. Oi Lourdes! O texto é primoroso e pleno de verdades. O sofrimento é mesmo uma opção, assim como a ofensa, a mágoa, a raiva e o desejo de vingança. Se escolhermos esses sentimentos é porque não os superamos, não temos forças suficientes para promover uma revolução em nós mesmos. A felicidade, o amor, a gentileza, o prazer de ter e cultivar amizades, saber mais e desejar o bem sempre e outras atitudes parecidas também são opcionais. Mas cada um que faça as escolhas que desejar, porém, que não desconte em ninguém suas frustrações, não é?
    Um grande abraço e tenha bons dias!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Augusto pela visita e o comentário que valoriza muito a postagem. Volte sempre. Abraços

      Excluir

Muitas vezes, a correria de nossas vidas nos impede de dar atenção ao que realmente vale a pena. E agradecer é uma das coisas que acabam ficando esquecidas na correria do dia-a-dia.
Pode ser por um simples favor ou por uma grande atitude, mas o agradecimento nunca deve ser esquecido. Obrigado Por Sua Atenção e Pelo Carinho e por ter vindo até aqui e deixando seu comentário importantíssimo para o engrandecimento das postagens. SEJA SEMPRE BEM VINDO(A) Profª Lourdes Duarte